Lava Jato (livro)

“A Ousadia dos Canalhas”, um livro para entender o Brasil de 2019

Da Redação – O jornalista Fernando Rosa lança nos próximos dias o livro “A Ousadia dos Canalhas – A Lava Jato que o Brasil não viu”, uma coletânea com 37 artigos e ensaios que tratam da conjuntura política brasileira a partir do Golpe de 2016, que afastou Dilma Rousseff da Presidência da República, e da instalação de um Estado paralelo pela Operação Lava Jato, que pavimentou a eleição de Jair Bolsonaro em 2018 e tirou Luiz Inácio Lula da Silva de circulação.

O livro é leitura obrigatória para entender o que aconteceu no Brasil nos últimos cinco anos, a partir da deflagração da Lava Jato, do papel desempenhado pelo juiz Sérgio Moro e de procuradores da chamada República de Curitiba. Antes mesmo das revelações feitas pelo The Intercept Brasil, que desmascararam o papel da força-tarefa, Fernando Rosa mostra como setores da economia brasileira foram sendo desmontados, numa trama urdida a partir dos desejos dos Departamento de Estado americano.

Ele puxa o fio da meada dos encontros de Rodrigo Janot em Washington, do papel subalterno de setores do Judiciário e da violação da soberania nacional para atender aos interesses de Washington. Ao mesmo tempo, aponta como a grande imprensa omitiu e escondeu os verdadeiros objetivos da Lava Jato: entregar o pré-sal e as riquezas do país para serem explorados pelo “grande irmão do Norte”.

Com prefácio de Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT, o livro de Fernando Rosa reúne artigos publicados no blog Senhor X, que trata de geopolítica e é espaço de reflexão e análise da política brasileira.

Os textos remontam ao início de 2016, antes da aprovação da abertura do processo de impeachment de Dilma Rousseff pela Câmara dos Deputados, e se estende até o junho de 2019, quando o jornalista americano Glenn Greenwald dá início à série da Vaza Jato no site The Intercept Brasil, mostrando as mensagens e conversas de procuradores que desnudam violações e conduta ilegal de integrantes do Ministério Público Federal, além do papel central de Sérgio Moro, ministro da Justiça do governo de Jair Bolsonaro.

Gaúcho, mas radicado em Brasília desde os anos 90, Fernando Rosa é jornalista e produtor cultural. Repórter e editor experiente, com passagem por veículos como Folha de S.Paulo nos anos 90, ele destrincha em “A Ousadia dos Canalhas” os meandros dos discursos políticos e midiáticos. E mostra como o país está sendo submetido a uma guerra assimétrica com o único propósito de diminuir sua influência no cenário internacional, deixando de ser uma nação influente com o soft power construído em 40 anos para tornar-se uma colônia fornecedora de commodities e riquezas aos Estados Unidos, alinhado ideologicamente e sem qualquer desejo de alçar voo próprio.

Leitura instigante, o livro tem o condão de puxar pontas soltas do novelo do noticiário político para mostrar o caminho das pedras – a construção do ambiente político e a narrativa adotada pela grande mídia – que tirou Dilma Rousseff do poder, prendeu Lula e colocou o país de joelhos ante uma agenda neoliberal tardia que amplia as desigualdades e afasta o povo de um caminho próprio para transformar a Nação.

Serviço: “A Ousadia dos Canalhas – A Lava Jato como o Brasil não viu”, 124 páginas. Editora Senhor X Livros (Independente). Preço: R$ 30. À venda no Facebook do autor e na Amazon – https://amzn.to/2kjgO9w.

* Enviar email para < 61fernandorosa@gmail.com > para receber as orientações de compra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *