Outros artigos

RTP: Megafone dos fascistas venezuelanos

Da Redação – Os canais televisivos do Estado (NR: no caso, de Portugal) devem pautar-se pela independência e ética, nomeadamente no que se refere ao comportamento perante outros Estados.
Acontece porém que o modo como os acontecimentos na Venezuela nos são transmitidos, demonstra sem ambiguidade o comportamento avacalhado da RTP.
A desvergonha é de tal ordem que, ao mesmo tempo que nos transmitem imagem de vandalismo, o pivô incrimina as forças da ordem que nem têm direito a imagem.
A Henrique Capriles e seus apaniguados é lhes dada a mais ampla cobertura visual e auditiva em entrevistas recomendadas, tratamento diverso tem o governo venezuelano.
Transmitem-se imagens distorcidas e outras são comentadas fugindo à verdade sem o mínimo pudor.
A RTP é paga por todos nós que ansiamos por paz e justiça.
Fonte original.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *